Evandro e Claudia

Aswan e os templos de Abul Simbel

Estátua gigante de RamsésA viagem no trem noturno foi de certa forma tranquila. Viajamos em uma cabine privada com duas camas e uma pia para higiene básica. O banheiro era no corredor e não havia chuveiros. A viagem durou 12 horas. Foi servido um jantar e também o café da manhã no trem.

 

Logo que chegamos já fomos recepcionados pelo guia que nos levou em um carro com ar condicionado direto para o primeiro local a ser visitado. A barragem da represa alta de Aswan. Mas porque visitar uma represa? Bom, a resposta é que esta barragem tem um papel essencial no desenvolvimento do Egito.

 

O rio Nilo é a razão de existência do País. É sabido que durante os períodos de cheia do Nilo as áreas próximas a sua margem são inundadas e com isso o solo recebe muitos nutrientes tornando bastante fértil após a baixa das águas. Por se tratar de um evento da natureza estas inundações Evandro na Barragem de Aswansofriam variações bruscas, ora atingindo grandes áreas e ora áreas insuficientes. Aí que entra o papel da barragem de Aswan. Na verdade existem duas barragens a Velha (baixa) e a nova (alta barragem). Visitamos a alta barragem construída de 1960 a 1970 e com uma extensão de 3830 metros. Esta formou um dos maiores lagos do mundo, o lago Nasser com mais de 550km de extensão. Este lago e a barragem agora controlam a vazão do rio permitindo assim a garantia de navegabilidade do rio e também a extensão das áreas a serem atingidas pela água.

 

É claro que a formação do lago trouxe impactos ambientais mas o mais importante é que também com a sua construção iniciou-se uma operação nunca antes praticada no mundo. Foi o transporte de vários templos egípcios que estavam em áreas a serem inundadas para áreas mais altas.

 

Entrada do Templo PhilaeO templo que visitamos chamado de templo de Philae foi um destes. Com a ajuda da Unesco grupos de arqueólogos, empresas privadas e governamentais foram responsáveis por desmontar o templo, cortando-o em pedaços, e depois remontá-lo peça por peça em terreno mais elevado.

 

O templo fica numa ilha de mesmo nome. Os registros indicam que foi um templo construído pelos gregos durante a época de dominação grega sobre o Egito. A deidade principal do complexo do templo é Isis, mas outros templos e santuários foram dedicados a seu filho Hórus e deusa Hathor. Também é visivel a história de Osíris  representada por toda parte nas paredes do templo, e duas das suas câmaras internas são particularmente ricas em imagens simbólicas que revelam a arte e história dos povos egipcíos antigos.

 

Podcast: {play}podcast/20100917_Aswan.mp3{/play}

 

Chegamos ao nosso hotel pouco depois do meio dia, e usamos o período da tarde para descansarmos e também por que nossa partida para Abu Simbel foi as 03:00 da manhã. A viagem até o templo durou cerca de 3 horas e foi bastante cansativa, o micro onibus estava lotado e é bastante desconfortável. Há dois templos em Abu Simbel, o maior de Ramsés II e o outro construído para sua preferida Nefertari. Esses templos assim com o The Philae foram inundados com a construção da Barragem alta de Aswan e foram resgatados e reconstruídos em local mais alto. Ambos são muito ricos em detalhes tendo em suas paredes diversas inscrições e pinturas.

 

A fachada do grande templo de Ramsés tem 33 metros de altura e 38 metros de largura e é constituída por quatro estátuas com vinte metros de altura que representam o faraó Ramsés II sentado ostentando a coroa dupla da unificação entre o alto e o baixo Egito, a barba postiça, um colar e um peitoral com o nome de coroação. Ramsés II coloca-se aqui na mesma altura dos deuses Ra-Harakhty, Ptah e Amun, tentando ele mesmo tornar-se um deus, constrói o templo para a adoração a si mesmo.

 

Um dos templos de Abul Simbel


O pequeno templo, localizado 150 metros a norte do templo maior, foi construído em honra à sua esposa preferida, Nefertari, e é dedicado à deusa do amor e da beleza, Hathor. A fachada do templo tem seis estátuas, de dez metros cada uma. Duas delas são de Nefertari (uma de cada lado da entrada) e cada uma dessas estátuas está ladeada por duas estátuas de Ramsés.

 

É pessoal, aqui percebemos mais uma vez que o homem desde sempre busca a ser como Deus.

 

A visita dura cerca de 2 horas e então partimos de volta a Aswan, o que torna o passeio muito cansativo e desgastante. Após o almoço saímos em um tour opcional pelo rio Nilo para conhecer o povo Núbio. Estes vivem no Egito desde a epóca faraónica e se mantém até hoje como uma comunidade separada pois casam-se somente entre si. Eles são um povo extremamente alegres, pintam suas casas com cores fortes por dentro e por fora e são bem receptivos. Possuem uma lingua própria que é apenas falada, e falam também o árabe.

Em uma casa núbia experimentamos sua bebida tipica que é Sohel e fizemos uma tatuagem de hena.

 

O passeio pelo Nilo são muito belas, ver todo o deserto acerca do rio é algo impressionante. Voltamos ao final da tarde e fomos para a estação onde pegamos nosso trem para Luxor.

 

{sfx rss='http://picasaweb.google.com.br/data/feed/base/user/evandroeclaudia.com/albumid/5524727140152007345?alt=rss&kind=photo&hl=pt_BR'display='album'}

 

Link do Picasa: http://picasaweb.google.com.br/evandroeclaudia.com/Aswan_AbulSimbel

 

Informações Adicionais

 

Abul Simbel

Os templos são realmente muito bonitos, mas atente-se para o tempo necessário para a viagem saindo de Aswan. Por questões de segurança as empresas de turismo e o governo definiram dois horários para o deslocamento dos ônibus e mini-vans em comboio escoltado. Os horários são 3:30 e 4:00 da manhã. É isso mesmo, e pelo que vimos é a única opção de chegar lá. Recomendamos levar um lanche e bastante água pois faz muito calor. Ao contratar o serviço (seja local ou por agência de viagem) tente ir de ônibus e evite as vans pois são muito desconfortáveis.

O horário de chegada é por volta das 7:30h. Haverá também horários de retorno (as 9:30 ou as 10h). Com isso o tempo de permanência no local é de no máximo 3 horas. Tempo suficiente para visitar tudo. Um aviso, sempre vai estar cheio pois os ônibus chegam e saem juntos.