Evandro e Claudia

Marbella,Málaga e Granada

Deixamos a capital da Espanha rumo a Marbella, cidade litorânea, conhecida por suas belas praias. É uma pequena cidade turística da Espanha. Possui um casco antigo bem conservado com dezenas de bares e restaurantes que ficam lotados de turistas.Fachada de uma casa em Marbella

Por um erro na compra da passagem para Barcelona acabamos ficando um dia a menos na cidade. Então tivemos que mudar um pouco os planos e acelerar a visita. Fomos à praia logo pela manhã e pegamos apenas um solzinho. Tentamos entrar na água por duas vezes, mas era por apenas alguns segundos. A água é MUITO FRIA.

Quanto as praias mantemos ainda nossa opinião de que as brasileiras ainda são as mais belas. Mas valeu a pena, descansamos bastante e pegamos uma “corzinha” com o sol escaldante.

 

Em nossa percepção a cidade vale um dia de visita apenas. A não ser que consiga uma casa de praia em frente para o mar aí sim você poderia estender a permanência.

 

 

Nosso próximo destino foi Málaga onde fizemos nossa base para conhecer Granada. Málaga é uma cidade litorânea da Andaluzia e é a quinta maior cidade da Espanha com quase 600 mil habitantes. Uma observação a ser feita é que cidade está com muitas obras. Eles estão criando duas linhas de metrô e a cidade está se candidatando para ser a capital cultural da Espanha em 2016.   Aí pensamos: Uberlândia é do mesmo tamanho e não há nenhum projeto para melhoria dos meios de transportes. Podemos afirmar que a viagem está nos abrindo a mente para as centenas de oportunidades que teremos quando voltarmos ao Brasil.

 

Na cidade ficamos em um hostel em frente à estação de trem e ônibus para facilitar nosso deslocamento. A localização foi perfeita.

 

Detalhe da arquitetura do AlhambraNo dia 07 logo pela manhã partimos para Granada. Essa cidade sim vale muito visitar. Na verdade não precisa visitar a cidade toda e sim perder horas e horas no palácio “A Alhambra”. Trata-se de um rico complexo palaciano e fortaleza que alojava o monarca da Dinastia Nasrida e a corte do Reino de Granada. O principal atrativo são os interiores, cuja decoração está no cume da arte islâmica. A Alhambra exibe os mais famosos elementos da arquitetura islâmica no país, juntamente com estruturas cristãs do século XVI e intervenções posteriores em edifícios e jardins que marcam a sua imagem atual.

 

O que nos impressionou bastante era a geometria perfeita de todas as decorações interiores. É simplesmente deslumbrante. A conservação do palácio é muito boa e existem paredes e esculturas ainda intactas.

 

Sierra Nevada ao fundoA localização do palácio foi outra coisa a ser destacada. O planalto no qual se implanta o complexo tem as dimensões de cerca de 740 metros de comprimento por 205 metros de largura máxima cobrindo uma área de cerca de 142 000 m². A vista da cidade de lá é belíssima e ainda de bônus você vê a Sierra Nevada ao fundo.

 

Os jardins são encantadores e com flores magníficas, vimos que o processo de irrigação bem estrutura e  bem conservados onde a água é levada por canaletas dos lugares mais altos aos jardins mais baixos.

 

  

 

O bate e volta valeu muito a pena e retornamos para Málaga onde dormimos e no outro dia partimos para Barcelona. Na verdade fomos para a cidade de Manresa que fica a 67km de Barcelona na casa dos primos Junior e Astrid. Fomos MUITO bem recebidos e contaremos os detalhes no próximo post.

 

{sfx rss='http://picasaweb.google.com/data/feed/base/user/fotosevandroeclaudia/albumid/5483043693162943569?alt=rss&kind=photo&hl=pt_BR' display='album'}

 

Link Picasa: http://picasaweb.google.com/fotosevandroeclaudia/Marbella_Malaga_Granada#