Evandro e Claudia

Vigo - Um pouco de descanso

Podemos dizer que ainda existem boas pessoas no mundo. Saímos do Hostal com direção à Estação Rodoviária (Autobuses) de Vigo que está a 10 min de caminhada do Hostal onde ficamos.
Com mochilas nas costas e puxando a mala começamos a caminhada e ao chegarmos em um cruzamento onde iniciaríamos uma subida bem íngreme, e eu por causa da subida questionava ao Evandro se estávamos na direção certa...afinal com o joelho ainda doendo não me animava subir a rua. 

 

O Evandro parou para perguntar a direção, as duas primeiras pessoas nem sequer pararam para nos falar, quando uma Senhora parou para nos explicar e indicava que o caminho era realmente porCláudia na Praia de Samil aquela subida, um jovem aproximou e questionou-se estaríamos indo a Estação e nos indicou que o seguíssemos. Mas qual foi a nossa surpresa quando ele acionou o alarme do carro e abriu o porta-malas. Isso esse jovem que nunca nos viu, percebeu que estávamos indo a estação e nos ofereceu uma carona.A sensação de que anjos existem foi a que nos acompanhou durante o trajeto e ao deixar o veículo deste jovem. Que Deus o abençoe.

Vigo é uma cidade simples, não há muito o que se fazer. Visitamos a praia próxima e não nos agradou o mar muito gelado e água pouco clara devido a muitas algas.
Uma curiosidade é o número de casais gays que freqüentam a praia com naturalidade e comportamentos bem extravagantes confesso que nos chocou um pouco. É o aprendizado sobre o comportamento e sabermos lidarmos com os preconceitos também fazem parte desta nossa experiência.

Praia  Samil em Vigo


O parque da cidade é pequeno em relação ao representado no mapa. Pensávamos que seria um parque enorme. É um lugar bem tranqüilo e como nas demais cidades da Espanha que passamos até agora, vimos muitas crianças brincando e famílias passeando tranquilamente.

Evandro e Cláudia na árvore centenária do Parque em VigoPelo que vimos até agora a qualidade de vida por aqui na Galícia é muito boa, as famílias cultivam hábitos bons como o de freqüentar praças e parques com os filhos e conversar com os amigos nos finais de tarde nos bares.

Exceto pelo almoço de hoje em que não acertamos em 100% podemos dizer que fomos muito bem servidos, comemos muito bem e sempre conseguimos pedir por coisas que conhecemos.

É isso aí pessoal, essa tem sido a nossa viagem volta ao mundo... Lidando com os imprevistos e surpresas e aumentando nossa experiência. Vamos pra Salamanca

 

Vista do porto em Vigo

 

Podcast: {play}podcast/20100531_Vigo.mp3{/play}

 

Se você ainda não leu nosso relato sobre o "Caminho de Santiago" clique aqui!