Evandro e Claudia

Atenas

Estádio Olímpico de AtenasNo dia 14 saimos para nossa visita à famosa cidade de Atenas, chegamos a Acrópole, que significa cidade alta por volta das 9:30hs mas já estava lotado de grupos de turistas, e mesmo com nossos tickets já comprados, decidimos deixar a visita para o período da tarde e pegamos o metro até o complexo construído para sediar os jogos olímpicos de 2004.

 

A estrutura ainda esta bem conservada, mas o aspecto é um tanto desleixado, com diversas pixações e muito sujo. Passeamos pelo complexo e graças a ajuda de um maratonista grego que conhecemos por lá entramos no estádio olímpico, que nos impressionou muito.

 

Paramos para comer próximo a uma das estações para trocar entre o trem e o metro e nossas mães experimentaram o primeiro Kebab, churrasco grego, de suas vidas. Chegamos até a estação que fica abaixo da Acrópole e passeamos pelo mercado de Atenas antes de subirmos novamente. Ao chegarmos ao topo da cidade alta fomos abençoados com um sol perfeito para nossas fotos e com um menor número de turístas.

 

Parternon em Atenas

 

O Pathernon é a imagem da cidade de Atenas, foi um templo construído no seculo V antes de Cristo.  Como muitos templos gregos, servia como tesouraria, onde se guardavam as reservas de moeda e metais preciosos da cidade e também da Liga de Delos, que se tornaria mais tarde o império ateniense. No século VI foi convertido numa igreja cristã dedicada à Virgem Maria e depois da conquista turca foi transformada numa mesquita. No seculo XIX a maior parte das esculturas do templo foram removidas para a Inglaterra e hoje estão exposta no museu britânico em Londres, conhecidas como Mármores de Elgin.

 

Na acrópoles também visitamos o templo Erecteion. Este é um templo grego consagrado a Atena, Poseidon e Erecteu.

 

  

 

Outro local que visitamos ainda na Acrópole foi o teatro de Dionísio. Seu nome é devido ao deus do vinho. As representações teatrais surgiram nas grandes festas anuais em sua honra uma derivação dos cantos, danças e os sacrifícios rituais. Foi lá que foram apresentadas as célebres tragédias clássicas de Ésquilo, Sófocles e Eurípedes. O teatro possuí 78 fileiras de assentos em pedra e oferece lugar para 17.000 espectadores. A primeira fileira, com 67 lugares em mármore, era reservada aos dignitários presentes.

 

Deixamos a Grécia com um gostinho de quero mais. Além dos magníficos dias de praia em Mykonos sentimos que faltou explorar mais os séculos de história deste país. Ao contrário do que havíamos lido em vários relatos de viajantes fomos muito bem recebidos por todos que nos atenderam. Deste do dono do hotel ao vendedor da barraquinha de kebab. As coisas são mais baratas que na Itália e apesar da barreira linguística é um local que recomendamos a todos visitar.

 

A grécia também foi o local que nos despedimos de nossas mamães. Elas voltaram ao Brasil enquanto nós partimos para o Egito. O Egito será um grande desafio para nós, o primeiro país Árabe que iremos conhecer. Continuem nos acompanhando nesta grande viagem volta ao mundo.

 

{sfx rss='http://picasaweb.google.com.br/data/feed/base/user/fotosevandroeclaudia/albumid/5519694287708420561?alt=rss&kind=photo&hl=pt_BR'display='album'}

 

Link Picasa: http://picasaweb.google.com.br/fotosevandroeclaudia/Atenas#

 

Informações Adicionais
  • Hospedagem

Hotel Filoxenia

Prós: Próximo a estação de metro Larissis, ótimo atendimento e preço baixo

Contra: Instações bem antigas e com pequenos problemas e fraco café da manhã

Hotel reservado pelo site www.booking.com

 

  • Transportes

Andar de metro em Atenas é muito fácil. As estações são bem amplas e bem sinalizadas. Recomendamos fortemente utilizar este meio de transporte. Existe um ticket válido por 24 horas.