Evandro e Claudia

Jaipur - A cidade rosa

Passeio de Elefante em JaipurIniciamos a visita pelo centro da cidade rosa (Pink City). Trata-se de uma cidadela fechada com os antigos muros construídos em 1727 pelo Maraja Sawai Jai Singh II. Em 1853 toda a cidade foi pintada de rosa para a visita do princípe de Gales e deste então todas as casas e comércios no interior das muralhas permanecem com esta cor.

 

Um passeio muito legal que fizemos foi realizar a subida ao forte Amer de elefante, na cidade de Amber, morada anterior do marajá antes da construção de Jaipur. Trata-se de uma experiência diferente mas totalmente voltada ao turismo. Acabamos ficando um pouco chateados ao ver a exploração dos animais e as péssimas condições que vive aquele povo. Tanto os guias dos elefantes quanto os animais. Lá também existem os vendedores insistentes e um pessoal que tira fotos enquanto você está em cima do elefante. Uma vez que você tirou uma foto com eles.. lembre-se.. eles ficarão no seu pé até comprar.

 

Saímos de lá com uma lição. Que por mais que pensamos que podemos estar em uma situação difícil acabamos encontrando pessoas que estão precisando mais do que nós. Um fotógrafo em especial nos marcou profundamente, fazendo-nos repensar sobre nossas ações.

 

Forte AmerO atual Amer Fort foi iniciado pelo Marajá Sawai Jai Singh que foi chefe do exército de Akbar e um membro do círculo íntimo do Imperador, em 1592. A estrutura inicial do forte foi inteiramente concluída por seu descendente, Jai Singh I  e foi completamente modificada durante os 150 anos seguintes. Lá ele vivia com suas 12 esposas. Tivemos a oportunidade de visitar os recintos onde elas viviam. Era um grande pátio quadrado com 3 quartos de cada lado. Todas ficavam no primeiro andar deste pátio e o Marajá ficava num palácio acima destes. Quando o Marajá queria se encontrar com alguma de suas esposas ele utilizava um conjunto de corredores e escadas que permitia a ele entrar nos quartos da desejada sem que as outras soubessem. Isso evitava as brigas entre as esposas.

 

O sol estava muito forte quando fomos ao observatório de Jaipur. Lá vimos grandes instrumentos de astronomia e astrologia que os Marajás tilizava para o estudo. É neste local que está localizado o maior relógio solar da Índia. Vimos coisas bem interessantes por lá, como um instrumento que permite determinar a azimute solar, o alinhamento do sol com a terra entre outros.

 

Jantar típicoA noite fomos a um local chamado Choki Dhani para um jantar típico Indiano. Por mais que quiséssemos experimentar a comida local podemos dizer que nosso paladar não está preparado para isso. A comida é muito forte e sempre com muita pimenta. Experimentamos todos os molhos e não havia nenhum que não tivesse este condimento. Além disso, o aspecto das refeições não é algo que agrada ao olhos e confessamos que pouco agradou ao estômago. O local também tem algumas apresentações de artistas locais. Apesar de bem arrumado achamos o local muito escuro. Não é um passeio que recomendamos que façam.

 

Fechamos nossa visita à Índia nessa jornada volta ao mundo com várias lições aprendidas e imagens que nunca esqueceremos. Assim como o nosso país a Índia é um local de constrates. Mas vimos que estes são mais acentuados do que no Brasil. São cenas que chocam e ao mesmo tempo nos faz valorizar o que temos de bom em nosso país.

É interessante após passar pela europa onde sempre viamos coisas melhores do que temos e pensávamos o quanto eles estão avançados em relação a nós, aqui, mudamos nossa visão e pensamos o quanto temos coisas boas e que podiam ser melhores sim, mas já são bem melhores de que muitos outros lugares do mundo.

 

{sfx rss='http://picasaweb.google.com.br/data/feed/base/user/evandroeclaudia.com/albumid/5526612267492626049?alt=rss&kind=photo&hl=pt_BR'display='album'}

 

Link do Picasa: http://picasaweb.google.com.br/evandroeclaudia.com/Jaipur#